1.8.16

Contos MUITO bem contados - Parte 2 - Poesia


Dando sequencia à – quase – série “Contos MUITO bem contados”, é importante afirmar que:

Poéticos... não são apenas alguns livros do Velho Testamento e nem tampouco algumas frases bem colocadas de alguns gênios pela História, não senhores. Há, também, textos com essa característica nos livros e nas páginas virtuais de alguns de nossos amigos. Sim, textos aos quais li e apreciei cada frase e parágrafo, e sobre eles, concluí tratar-se de textos graciosos, modernos e, claro, poéticos.

Vamos por partes:

Graciosos porque esses escritos contam histórias, em sua maioria, vividas já nos tempos da Graça de Deus através de Cristo.

Modernos, pois, ainda que em aspecto de livros físicos, os textos há muito deixaram de se apropriar de técnicas egípcias de escrita; e, outros, difundiram-se através de máquinas e teclados que, numa velocidade absurdamente... moderna, saem das mentes talentosas de amigos escritores, e chegam à “Nuvem” tecnológica, de onde, por meio de sofisticados programas e satélites, correm o nosso Brasil e mundo.

Poéticos porque seus textos são cheios de beleza e rimas, mas, independendo de gêneros como o épico, o epopeico ou ainda o lírico – graças a Deus –, se manifestam, ainda que prosaicos, tão carregados de emoção e ritmo, formando verdadeiras joias históricas e contemporâneas que proporcionam agradabilíssimos momentos de leitura, conhecimento e entretenimento para leitores aonde quer que cheguem.

E isso tudo, como foi dito no post 1 desta – quase – série, é TALENTO puro, como poderemos ver nos textos descritos a seguir:

Joice Lourenço poetizou a já bela história da viúva de Naim, e no texto intitulado “Não chores”, faz-nos lembrar das misérias humanas diante do Criador que, amoroso, ensinava e ensina que Seu toque pode mudar leis, costumes e situações. E encerrando seu texto de maneira inusitada, deixou-nos com gostinho de quero mais. Joice sabe o que faz!





Leia o conto Aqui!!!





Ashafe Souza, garantindo o romantismo e o lado poético da “macharada”, praticamente pintou, em tela ou na própria areia da literatura – isso existe? (risos) –, já nem sem mais, de tanta beleza em sua escrita, a história da adúltera que teve sua sentença mudada com a presença e o perdão de seu novo amor, Jesus Cristo; e seu conto “Nem Eu te condeno” me chamou a atenção de uma maneira ímpar, e, com esse tema poderoso, seu conto merece virar um livro, amigo.




Leia o conto Aqui!!!






Tânia Gonzales escreveu o texto contemporâneo, “A Professora”, já há algum tempo, e, no melhor estilo crônica, contou-nos as experiências de Esperança, uma “professora com classe”, determinada a produzir bons frutos. Tânia ainda nos presenteou com frases de verdadeiros poetas de diferentes épocas, o que deu leveza e credibilidade ao conto.




Leia o conto Aqui!!!






Neiva Meriele quando não entrega, antecipadamente, o final de sua história de propósito – como fez lindamente em “O plano é o Amor” – deixa de postar o final do texto, como aconteceu agora no seu conto “Regresso” – por motivos totalmente legítimos – e mesmo assim chama a atenção pela criatividade e doçura. Com frases do tipo “o bombeiro Bexter... quase brilhava” e “sua pele era dourada” cria poesias contemporâneas como poucos. É uma diva!




Leia o conto Aqui!!!






Como prova de que nossos amigos escritores são talentosos e que isso é dom de Deus, fica essa pequena postagem falando de sua facilidade em transitar por textos milenares ou não, capaz de criar uma pontinha de ciúmes em Moisés ou, quiçá, no maravilhoso sábio, e não à toa, Salomão.

Parabéns aos amigos escritores e muito mais inspiração lhes sobrevenha.

Abração,



Hezaro Viana

6 comentários :

  1. Obrigada pela divulgação, Hezaro. Desejo também sucesso para a sua carreira literária e muito mais livros publicados.
    Abçs. Paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagina, Neiva. Eu que agradeço pela amizade. Seu talento é uma pérola. Paz.

      Excluir
  2. Obrigada por essa linda postagem, Hezaro! Fiquei muito feliz. Que Deus continue a abençoar você, seus livros e seus sonhos.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço, Joice! Ser seu amigo me fez e faz aprender muito. Seu talento é lindo e emocionante de verdade.

      Excluir
  3. Hêzaro, agradeço por suas palavras!
    Que nosso Deus o inspire a cada dia mais e o use para edificar vidas.
    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço, Tânia. Deus abençoe e inspire a todos nós. Amém. Abração.

      Excluir

© Copyright 2015 - Todos os Direitos Reservados - Layout desenvolvido por Wesley Alves Design